quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Erros comuns #2

Mais alguns dos erros em que incorrem os "novatos", como eu, quando tentam marchar rapidamente:
  • Encolher os ombros - é quase uma reacção natural quando se tenta acelerar um pouco o passo. No entanto, não ajuda em nada e provoca umas valentes dores de costas. Os ombros devem estas descontraídos e para baixo. O movimento do braços não deve ser rígido, mas sim descontraído.
  • Andar "à pato" - esta é ainda mais difícil de dominar... por forma a ter uma passada mais longa e eficiente, estendendo ao máximo a propulsão do pé de trás, deve haver uma rotação das ancas, fazendo com que pés caiam sobre uma linha recta imaginária e não afastados - à pato. Há ainda mais um pormenor, por forma a compensar o facto da perna dianteira estar totalmente esticada desde que toca no solo, até passar por baixo do corpo, a anca do lado contrário deve descair, funcionado como uma espécie de amortecedor e mantendo o corpo nivelado.
Uma boa postura é mais do que essencial: velocidade, eficiência, resistência e pouca lesões. Parece-me cada vez mais claro que o essencial para acabar uma prova de marcha de longa distância é uma postura correcta. Não tenho tido grandes problemas musculares nos treinos longos, mas sim problemas nas articulações e tendões que me parecem ligados a questões de postura... ou talvez não.

Sem comentários:

Enviar um comentário