domingo, 27 de dezembro de 2009

Missão cumprida: 00:55:29

Apenas uma notícia sumária, que tenho que ir fazer ó-ó.

Correu bem. Corri bem. Um pouco melhor do que esperava. Durante a corrida, na fase inicial, depois da confusão do primeiro 1km, julguei até que estava a ir depressa de mais para o meu plano, mas contive-me o suficiente pois vendo splits por km não me afastei muito (5:30 em vez de 5:45). A subida fez-se. Os km's mais rápidos foram o 7º e o 8º. No último km já estava no red line e só consegui manter - mas não baixei muito o ritmo.

Resumo:
  Avg Pace: 05:32 min/km
  Best Pace: 03:58 min/km
  Avg HR: 175 bpm (até parece que já estou a ouvir o ralhete da Dinâmica do Pedal :)
  Max HR: 185 bpm

Isto de competições é giro, mas é para fazer com pouca frequência. Aleija um bocado.
Agora só mais uma de 10 ou 15km daqui por um mês ou dois. E a meia-maratona a 21 de Março.

Podem ver mais coisas aqui.

6 comentários:

  1. Excelente Pedro...

    Tudo o que estás a viver é bom, mesmo estes abusos (...) Quase todos nós (malta que descobre o prazer da corrida já trintão) nos deixamos levar por esses abusos, e que até dão cor à coisa... Não conseguimos fazer isto 100% racional.

    Há muita malta com quem tenho contactado nas corridas que se lesionou nos primeiros tempos... E depois aprenderam(mos) ... comigo também aconteceu... (tenta saltar por cima desta experiência que não tem graça)... Os conselhos valem o que valem, mas só te consigo dizer para teres em atenção os pisos em que corres (tenta evitar asfalto) e nunca deixes de alongar bem... qualquer sinal de incómodo, abranda, pára, não deixes que ele se agrave. Agora vamos lá para os treinos mais longos (quantos mais melhor... e com intensidades baixas... eu hoje sinto o que perdi de não ter abusado deles no início - actualmente tento fazer um, pelo menos, de 15 em 15 dias)...

    Para já, sinceramente, acho que o que tens feito, e escrito, são coisas muito bonitas. Já sentiste prazeres bem porreiros (tenho a certeza)... E vai continuar a ser assim.

    Abraço e muitos parabéns...

    Rui

    ResponderEliminar
  2. Olá Rui,

    Obrigado.

    o asfalto e a calçada fizeram realmente mossa no meu joelho :( Antes da prova já lá estava uma dor pequenina, agora agravou-se e muito.

    Nos treinos tenho que realmente arranjar um percurso de terra batida. Aqui perto tenho um, mas é demasiado irregular e curto. Tenho que procurar alternativas.

    Mas para mim, as competições apenas uma desculpa para treinar. Que é aquilo que dá realmente prazer.

    Rumo à meia-maratona! (depois de curar o joelho)

    ResponderEliminar
  3. Olá,

    Cá está o elemento careta do "grupo"...

    O grande "Peter" tem de ter calma. Ainda à 6 meses... e agora já está na senda da competição. Tenha calma!
    A grande questão é treinar para quê? Eu acredito que é possível treinar para nada em concreto... é um exercício que pratico há muito tempo, cada vez mais acho interessante. Até porque a glória é vã.

    Mas isso agora não interessa nada. Parabéns pelos 55' e gelo no joelho.

    ResponderEliminar
  4. Olá,

    o elemento "careta" tem sobejas vezes razão.
    Para mim a competição é sempre contra mim - e neste caso foi contra o meu joelho.

    Mas se pensares bem nos últimos dois anos tiveste a treinar para um único evento: o portugal na vertical. Ou não?

    ResponderEliminar
  5. Olá,

    Pois, contra o corpinho é um desporto radical e pouco interessante... acabas por perder é questão de tempo. E o tempo joga sempre a favor do corpo e contra ti.

    Ando a treinar para o PT na vertical há uns 10 anos de forma progressiva 100, 200, 300 kms. Acho que já fazia com alguma regularidade 300 kms em 2003. Agora só aprimorei mais a técnica.... e mando bocas desde que tenho o blog... sei que parece mais recente.

    ResponderEliminar
  6. Muitos parabéns! já li quase o blog todo e só acho que devias escrever mais!
    é excelente teres feito o que fizeste. é um feito e tanto e deves-te sentir orgulhoso.
    Isso do joelho é uma lição. Não me parece que repitas o erro. Eu tb fiz muitas asneiras ao principio (e continuo a faze-las), é normal.
    Agora calma e vai ouvindo o corpo.

    ResponderEliminar