quarta-feira, 31 de março de 2010

Corrida dos Sinos?

Estou inscrito - aliás, depois do cancelamento da maratona Carlos Lopes, parece que toda a gente lá vai estar. Vamos ver como é o joelho se aguenta - ontem à noite queixou-se um bocado, vou tirar uns dias de folga até sexta e gelo; no fim de semana avalio se faço ou não o treino longo.

Espero não exagerar. Mas com um bocado de sorte, dada a diferença de forma em relação a Dezembro, talvez consiga fazer um parcial de 10k (a prova é de 15k) mais rápido do que na São Silvestre.

Depois desta, talvez um prova de 10k, e a seguir uma meia-maratona: Setúbal ou a dos dois palácios (sintra-queluz).

terça-feira, 23 de março de 2010

O Metatarso da Metafísica

Se o metatarso tem uma metafísica, porque é que a metafísica não haveria de ter um metatarso?

Nasceu o Metatarso da Metafísica. O texto fundador:

"Reuno aqui alguma da minha literatura de gaveta. Na sua maioria pequenos contos, escritos por mim, durante o ano de 2006. A sua qualidade é altamente questionável. Tratavam de pequenas experiências, ensaios para algo de mais substancial. Algo que nunca aconteceu.
Gostava, é verdade, de poder ganhar a vida como escritor. Poderia ser agradável. Mas também é verdade que algumas coisas só tem graça enquanto não servem para ganharmos a vida.
Talvez estes contos sirvam para vos entreter ou fazer pensar; ou talvez sejam um mero desperdício do vosso tempo. Não me peçam para explicar o que escrevi. Aceitam-se elogios ou insultos."

domingo, 21 de março de 2010

85!

Hip! Hip!

Treino duro. Sobretudo corrida. Tenho fome de leão e como que nem um leão. Apesar disso o peso desce.

Tenho-me baldado um bocado à bicicleta. Só me dá jeito ao fim de semana (para não andar à noite), mas agora já tenho alguma dificuldade (de tempo) em conseguir fazer o treino longo de corrida durante a semana.

Algo mais interessante: hoje de manhã vi a Jessica Augusto!  Sete e tal da manhã, quase oito, nevoeiro, seguia eu no meu ritmo lento (preparado para fazer 15km) quando vejo ao longe uma senhora a correr. Chamou-me à atenção porque vinha depressa. Mais rápido do que se costuma ver por estas paragens. Reconhecia quando nos cruzamos. Talvez tenha sussurrado um bom-dia... mas não é garantido. É muito mais pequenina e magrinha do que na televisão. E de facto confirma-se: 165 cm, 46 kg - quase metade de mim.

quinta-feira, 18 de março de 2010

86!

Hurra!

A gripe levou-me mais um quilo. -22 kg! em 8 meses. Vai devagar, mas vai...

Alguns ajustes no programa de treino: comecei a orientar a maioria dos treinos ao ritmo e não à frequência cardíaca; e vou incluir também alguns treinos em progressão.

A minha tendência era começar rápido, porque me sentia bem e a frequência cardíaca era baixa, e ir decaindo gradualmente ao longo do treino, por forma a manter-me dentro da zona. Funcionava bem como moderador de esforço; mas é frustrante e desmoralizador.

quarta-feira, 10 de março de 2010

Acerca da doença

Foi Virginia Woolf, ilustre doente mental, dotada de singular clarividência, quem melhor o disse:


"Considerando como a doença é comum, como é tremenda a mudança espiritual que traz, como é espantoso quando as luzes da saúde se apagam, as regiões por descobrir que se revelam, que extensões desoladas e desertos da alma uma ligeira gripe nos faz ver, que precipícios e relvados pontilhados de flores brilhantes uma pequena subida de temperatura expõe, que antigos e rijos carvalhos são desenraizados em nós pela acção da doença, como nos afundamos no poço da morte e sentimos as águas da aniquilação fecharem-se acima da cabeça e acordamos julgando estar na presença de anjos e harpas quando tiramos um dente, vimos à superfície na cadeira do dentista e confundimos o seu «bocheche... bocheche» com saudação da divindade debruçada no chão do céu para nos dar as boas-vindas - quando pensamos nisto, como tantas vezes somos forçados a pensar, torna-se realmente estranho que a doença não tenha arranjado um lugar, juntamente com o amor, as batalhas e o ciúme, por entre os principais temas da literatura."

Estou com gripe e rabugento...

quinta-feira, 4 de março de 2010

Aerobic Time Trial - Take 2

No passado sábado repeti o pequeno teste para tentar medir o progresso (ou não) da minha forma. Relembro as condições do teste: distância de 5km com a FC entre as 159 e as 161 bpm.
As condições atmosféricas eram razoavelmente as mesmas do teste anterior...

Resultados anteriores (8 de Fevereiro):
  - Tempo: 27:43
 - Ritmo Médio: 5:32/km
 - FC Média: 162 bpm
 - FC Máx: 167 bpm
 - Peso: 88 kg

Resultados 27 de Fevereiro:
  - Tempo: 26:57 (-45s)
 - Ritmo Médio: 5:23/km (-9s/km)

 - FC Média: 162 bpm (igual)
 - FC Máx: 168 bpm
 - Peso: 87 kg

Parece-me bem. Começo a perceber o significado de endurance muscular... agora que o coração já aguenta, o músculo tem que ir atrás. -10 kg também ajudava, mas fome tem sido muita :)