terça-feira, 6 de abril de 2010

A metafísica na Blogosfera corredora...

Acedendo ao convite do Vítor Dias e na esperança de, ainda que indirectamente, motivar mais alguém a mudar de vida lancei-me na blogosfera. Será que isto deixou de ser um blog caseiro?


Transcrição abaixo:

"A metafísica do metatarso é, tal como o seu autor, um filho tardio e improvável. A minha mãe trouxe-me a este mundo numa altura em que o meu irmão, já com 15 anos de idade, se tinha resignado à solidão do filho único. Também este blog nasceu tarde na minha vida; os 33 anos são, ainda que involuntariamente, uma idade mística; uma idade que nos predispõe a meditações existenciais.


Hesitei (ainda que por apenas um minuto) antes de responder ao repto lançado pelo Vítor Dias, pois, muito sinceramente, este blog é apenas acerca da minha crise de meia-idade; sendo, portanto, duvidoso que possa interessar a alguém.

Tinha ideia que numa crise de meia-idade os homens deviam comprar um porsche em segunda-mão e ir para as discotecas engatar miúdas de 18 anos, fingindo que são imortais. Não sei se teria muito sucesso nesta abordagem… Portanto, em vez disso, decidi comprar um par de ténis e, todas as noites – às vezes madrugadas –, aproveitando o santo sono da minha filha e mulher, e muitas vezes desaproveitando o meu, fui caminhar.

Em Agosto de 2009, há 8 meses atrás, pesava 108 kg. Era, segundo qualquer parâmetro, obeso. No auge da minha doença cheguei a pesar 115 kg. Ofegava ao subir um lance de escadas. Roncava que nem uma betoneira. Comia para esquecer, mas não me esquecia de comer. Morria lentamente.

As conversas de explanada são perigosas. Viana do Castelo – Sagres, a pé, em 15 dias, foi o desafio. Palavras imprudentes, perigosas; improváveis para os meus 108 kg. Mas que me levantaram do sofá, onde ulcerava todas as noites em frente da televisão.


Caminhando, caminhando, lá fui largando uns quilos. E sentia-me melhor. Sobretudo pelo luxo daquela hora de introspecção. Fui lendo e gradualmente mudei também a alimentação. Sopa, fruta e vegetais à descrição; gorduras saudáveis e ácidos gordos; reduzi ao mínimo açúcares refinados. Descobri então que vivera grande parte da minha vida envenenado.


Em Novembro, ainda com 96 kg, comecei a correr. Corri no final de Dezembro (com 90 kg) a São Silvestre de Lisboa – o meu primeiro excesso desportivo.


Desde Agosto de 2009 perdi 22 kg – peso agora 86 kg. E espero perder ainda mais uma dezena… Espero correr uma meia-maratona. Espero correr uma maratona. Espero ainda muita coisa.


A metafísica do metatarso serve um propósito egoísta. Mas ainda assim, poderá ser que a minha história – e todo o corredor tem a sua história – seja de proveito para mais alguém."

5 comentários:

  1. Pois parece-me que é um bom blog e pode e vai inspirar muita gente. Portanto um blog proveitoso. Eu já sou seguidor, é que esta crise da meia-idade interessa-me...

    ResponderEliminar
  2. Muito interessante o seu blogue, acabado de descobrir.

    Voltarei.

    Eu também queria ir aos Sinos, mas... não vai a equipa e a época é de crise.

    Boa prova para si

    Ana Pereira

    ResponderEliminar
  3. pelo menos um amigo meu já inspiraste e ainda há duas semanas enviei o link do teu blog para outro amigo meu...
    o primeiro vais poder conhece-lo se vieres à meia de Setúbal :D

    ResponderEliminar
  4. É realmente a pensar nos vossos amigos que escrevo :) Os frequentadores habituais deste tipo de blogs "desportivos" não precisam realmente da minha inspiração.

    Mas a "inspiração" não é fácil: quem não procura não encontra.

    ResponderEliminar
  5. Super inspirador. Qualquer dia vais à Oprah portuguesa... (será a Fátima Lopes, não?)

    Parabéns por tudo. Pelo blog, pelo desafio, pelos resultados, pela divulgação e inspiração.
    A mensagem da vida saudável é muito necessária, nos dias que correm!

    ResponderEliminar