domingo, 3 de abril de 2011

Corrida dos Sinos 2011 - 15km - o relato

Esta é uma prova tramada... Muito sobe e desce, com a segunda metade sobretudo a subir. É difícil encontrar um ritmo que não nos ponha fora de pé... Para mim, que corro quase sempre em plano, é também difícil a nível muscular. Mas como em muitas outras coisas da vida, não vale a pena complicar. Apareces, corres - depressa, se conseguires - devagar senão.
Arranquei (mais uma vez) na retaguarda do pelotão - se há coisa que se se podia melhorar na organização destas provas de fim-de-semana é isto: bastava umas divisórias por objectivo de tempo... acho que há pessoal que não tem a mínima noção. O primeiro km foi relativamente lento, com alguma dificuldade de progressão. Devido às características da prova, resolvi não olhar muito para o garmin... Apesar de toda a variabilidade do percurso acabei por fazer os dois primeiros terços da prova com parciais exactamente iguais: 20:46! O tempo estava fresco e havia algum vento, mas consegui desta vez proteger-me bastante. Passei portanto aos 5km com 20:46, aos 10km com 41:32 (PB) já com grande parte da subida de retorno feita. No abastecimento deitei uma garrafa de água pela cabeça a baixo; estava fresquinha, fresquinha e deu-me ânimo para os próximos dois kms, pelo menos. Por estas alturas já alucinava rotundas: será esta a última!? Com as pernas carregadinhas de ácido láctico, lá cerrei os dentes e pensei: basta continuar para fazer um bom resultado. E assim foi: 1:03:19 PB, média de 4:11/km.
Este foi a primeira vez que repeti uma prova. Gostei dela. É difícil. Tem um troféu giro... Repeti-a sobretudo por inveja da colecção do Fernando Andrade. O ano passado o meu tempo foi de 1:16:51... mais treze minutos, quase um minuto por km mais lento. Com treino e tempo, tudo (ou quase tudo) se faz. O treino, esse, depois dos 20km de Cascais, com uma infecção respiratória pelo meio, está longe do que eu gostaria (já pareço os velhos enquanto fazem o aquecimento: "Não tenho treinado, nada!... E mesmo assim, a semana passada...")
Aqui está o atleta em grande plano: