sábado, 11 de junho de 2011

Literatura de corrida

A minha literatura de preparação para a maratona do Porto: "Advanced Marathoning" e "Racing Weight". 

Do primeiro recolhi o plano de treinos: 18 semanas, começando nos 86km/semana, com pico nos 113km/semana (deverei fazer -5 a 10%, consoante a disponibilidade), 6 treinos semanais.  Quatro mesociclos: endurance, lactate threshold + endurance, race preparation, taper and race. 
Do segundo: o peso. Cada vez me convenço mais de que bastaria perder + uns quantos quilos para melhorar significativamente os meus tempos. Qual a melhor forma de o fazer? Correr muito e ter cuidado com o que como - não tanto no sentido da quantidade, mas sim da qualidade.
Já estive nos 75kg; agora estou nos 77kg (atleticamente obeso); gostava pelo menos de chegar aos 73kg.

Vamos ver como corre. O terceiro ponto da preparação, não menos importante do que os outros, é o descanso... É normal roubar horas e horas de sono para conseguir conciliar vida profissional, familiar e os treinos, e isso não é bom. Tenho muitas dúvidas acerca de como resolver este ponto.









quarta-feira, 8 de junho de 2011

Ponto final. Parágrafo.

Terminou para mim a primeira metade da época. Corri, no passado Domingo, a Corrida do Oriente, mas apenas com o objectivo de receber uma caneca no fim. O plano inicial era tentar bater o meu melhor tempo nos 10km - o plano é sempre o mesmo - mas não foi possível. A meio da semana anterior tive uma visita ao hospital que envolveu duas picas e uma receita de antibióticos e anti-inflamatório. No Domingo ainda não estava totalmente recuperado. 
Ia picado com um colega de trabalho e ainda tentei ir rápido nos primeiros 2kms... Mas algo não estava bem... abrandei. O calor também não ajuda. Lá recebi a caneca ao fim de 47 minutos, depois de ter sido ultrapassado por um senhor que tinha idade para ser meu avô.
Duas das mulheres da famílias, mãe e filha, também participaram com grande entusiasmo na mini-corrida. 

O objectivo para a primeira parte da época foi cumprido: participar em provas curtas (leia-se < maratona) e actualizar as minhas melhores marcas. A melhor prestação do ano, e também a mais inesperada, foi a dos 20kms de Cascais

Estou agora numa fase de transição. A 4 de Julho começa a preparação para a maratona do Porto.