segunda-feira, 21 de maio de 2012

Cortegaça e Baiona (resumo das últimas duas semanas)



Duas semanas atípicas (férias). Ao contrário de uma boa parte deste mundo, gosto de rotinas. Dão-me algum conforto. Tempo de férias, não é tempo de rotinas. Passear com duas crianças é também um bom exercício (não para as costas, infelizmente).

De passagem pelo Porto, aproveitei a oportunidade para correr a meia maratona de Cortegaça. Nesta altura do campeonato fazê-lo como um treino calmo já seria mais do que satisfatório. Corri grande parte do percurso (bem bonito) com o Pena, também em modo de treino, já depois de uma etapa prévia de ciclismo (coisas de triatleta). Separamos-nos por volta dos 12 km; mantive quase sempre o mesmo ritmo e acabei com cerca de 1:45. Tinha ideia de tentar acelerar um pouco nos últimos kms, mas o calor era muito e as costas deram sinal... Esforcei-me mais, mas o ritmo pouco melhorou.

Na segunda semana, já por terras mouriscas, consegui organizar uma semana de treinos mais consistente, aproveitando sobretudo para correr fora de estrada, fazer algumas subidas (e descidas). A lesão parece "controlada" embora desse sinal de si das descidas.

Outra novidade foi a bola suíça, que veio enriquecer os treinos de core.

Números da semana (7-13/5):
   Run: 32.4 km (4:16)
   Walk: 9.5km
   Core: 3  (1:00)
   Strength: 3  (1:00)
   Flexibility: 2 (:40)
   Peso: ?


Números da semana (14-20/5):
   Run: 54.7 km (4:16)
   Walk: 0 km
   Core: 3  (1:30)
   Strength: 2  (:40)
   Flexibility: 1 (:20)
   Peso: 77.0 kg (+1,5 kg)



quarta-feira, 9 de maio de 2012

Resumo Semanal: 30/4 a 06/05

Comecei a semana com muitas cautelas. Mantive os treinos curtos e leves com 3 a 4 dias de recuperação. Os treinos de recuperação foram feitos sobre relva ou terra batida, para minorar o impacto. Segunda e terça senti dores musculares, devido ao treino de força que tinha feito no domingo - falta de hábito. Mantive a minha determinação em fazer os treinos suplementares (de não corrida): 3 de core, 2 de força e um de flexibilidade.

Números da semana:
   Run: 46.3 km (4:16)
   Walk: 16.5km
   Core: 4  (1:20)
   Strength: 2  (:40)
   Flexibility: 1 (:20)
   Peso: 75.5kg (-1 kg)



É impressionante o estrago que uma paragem de 3 semanas (tudo somado talvez mais) faz à forma aeróbica. Parece que recuei 2 anos. Outras 3 semanas e o coração volta ao normal - é preciso paciência.

O problema da perna/anca/coluna melhorou substancialmente embora não tenha desaparecido. Consigo andar e correr "normalmente" mas subsiste uma pequena dor residual. Já esta semana fui a nova consulta e Rx à coluna e anca que revelou um "pequeno defeito de fabrico". Parece que uma das vértebras L5 (cá em baixo, no fundo das costas), do lado direito, é maior do que o normal e fica demasiado próximo do sacro-ilíaco (ou qualquer coisa parecida). Quando se tocam: au. Solução: reforço das musculatura lombar e abdominal. Porque é que apareceu só agora? Na realidade não apareceu só agora. Já no fim da minha primeira maratona de Lx tinha sentido dores nesse mesmo local. E não só... no entanto, a dor nunca tinha persistido durante mais do que 1 dia, como aconteceu desta vez. PDI.

As boas notícias são que comprei um par de ténis (ou sapatilhas se preferirem) novos. Adidas AdiZero Ace. Já fizeram 10km e pareceram-me bem bons. Leves como penas. Quase nem ouço o som das minhas passadas, o que só pode ser um bom sinal.