domingo, 21 de outubro de 2012

Duas meias

Este blog está perfeitamente moribundo. Já nem das provas que participo dou notícia...

Pois corri no passado mês de Setembro duas 1/2 maratonas: Lampas e Rock 'n' Roll. Corri-as como treinos  longos para as maratonas que se avizinham, complementando as com um generoso aquecimento.

Não posso, mais uma vez, deixar recomendar a 1/2 maratona de S. João das Lampas. Não há igual. Dura, mas doce como a melancia  que nos oferecem no final. É uma prova feita de gentes e tradições. Não de tradições mortas e poeirentas, mas de um património vivo, que vibra nas vozes e olhares dos habitantes daqueles lugares. São os chuveiros, os relógios de cozinha, a melancia e outras tantas coisas; e são também as pernas e o coração de cada um dos que se atrevem a corrê-la e lhe dão corpo. Só para aficionados. Não se esperem grandes tempos... o meu foi melhor (por pouco) do que o ano passado: 1:39:54 (pelo meu relógio). Pensei que era possível um tempo ainda melhor, mas acho que já me tinha simplesmente esquecido daquelas subidas e descidas demolidoras. A verdade é que a minha única preocupação durante a prova foi manter um ritmo, guiando-me muito mais pela minha percepção de esforço, do que pelo relógio. Acabei bem, sem quebrar demasiado. Totalizei cerca de 27km nesse dia.

A 1/2 maratona rock 'n' roll também também cumpriu a sua tradição, embora de forma menos agradável. Filas imensas para os autocarros. Muitas pessoas e muito tempo de espera. Poucas casas de banho e nenhuns arbustos.
Mais uma vez o meu objectivo era fazer um treino longo a bom ritmo. 10km para aquecer (ainda antes de entrar nos autocarros e voltar a arrefecer). Os primeiros 3 kms da 1/2 maratona foram uma perfeita gincana, com muito pouco espaço para correr. Ainda assim, até S. Apolónia, com uma leve brisa pelas costas, segui a bom ritmo, com muitos kms a 4:10, 4:15. Depois da volta as coisas agravaram-se, embora nunca ficando fora de controlo. Percebi que não seguia manter o mesmo ritmo, mas ainda assim aguentei firme nos 4:20, com direito a sprint nos últimos 100 ou 200 metros. Fiquei com 1:31:45, que é apesar de tudo o meu segundo melhor tempo na distância.

O que se segue? Duas maratonas: Porto e Lisboa. O meu plano era focar-me na de Lisboa, fazendo a do Porto como um 'treino'. Nem sequer planeava abrandar demasiado o volume de treino, apenas um mini-tapering na próxima semana. Mas durante esta semana tenho sentido algum cansaço muscular, aliado a um problema com os flexores da anca, que derivou para outro nos adutores ou lá perto... vai daí as costas deram sinal (pode não parecer à primeira vista, mas a corrida é uma actividade saudável!) Enfim, talvez tenha que descansar um pouco mais do que o tinha previsto de não me quiser arrastar durante 42kms pelas ruas do Porto e Gaia.

Estou em boa forma em termos cardio-vasculares, vamos ver se o descanso será suficiente para ter balanço nas pernas.